A natureza e o amor

Quando vi as fotos lindas e o nevoeiro pensei ‘devia estar uma manhã fria!’… mas olhando melhor para as fotos, não havia indícios desse desconforto e a Marina disse-me que estava uma manhã ‘fresquinha’, saborosa.

Talvez por isso as fotos tenham ficado tão bonitas. Ver fotos de noivos na natureza começa a ser mais constante. Não sei quem iniciou esta aventura de levar os casais para espaços ao ar livre que, felizmente, muito para além dos parques da paróquia! Não desfazendo que alguns são bem bonitos mas dificilmente calmos e cuidados.

Mas, também me pergunto muitas vezes ‘porquê?’. Há tantos espaços bonitos para fotografar, cidades com história, locais com história, espaços  preferidos dos casais, mas apercebo-me de que a natureza tem sido uma constante. Fiz a minha introspecção e não acredito que seja só para ter fotos bonitas. Para ter boas cores. Um bom fotógrafo consegue boas fotos em qualquer local – mesmo que tenha de fazer ginástica para as conseguir!

Pensei no assunto um pouco mais e a única explicação que me ocorre é que realmente a natureza é o único espaço que nos dá tudo aquilo que precisamos para sermos felizes. Não são as boas comidas em restaurantes, não são as visitas a museus, não são as pontes do Sena ou o frenesim das ruas de Nova Iorque. A natureza com a sua magnitude, o seu silêncio, a sua energia, a sua riqueza incondicional é que nos enche os pulmões e nos renova. Nos enriquece. A Terra, o Ar, o Mar, as Flores, as Árvores, os galhos, a areia, a relva… hummm passar a mão em cabelos de anjo ou no trigo já seco (acabei de me lembrar do filme Gladiador!). Fechar os olhos e perceber que fazemos parte dela. Que somos uma parte da natureza viva deste planeta.

Tirar fotografias nesta união que é muitas vezes esquecida por nós, só pode tornar os amores e as paixões mais fortes. Mas esta história em particular ainda tem mais um quê de especial.

Este ano a nossa data de casamento calhava novamente a um sábado e decidimos que apenas aceitaríamos partilhar o nosso dia com um casal verdadeiramente especial. Pouco tempo depois de tomarmos essa decisão recebemos um e-mail da Marta e do Rui, apaixonados e queridos, que partilham desde logo a história deles, uma fotografia e nos dizem porque nos querem a nós para fotografar o casamento deles (tal e qual como nós gostamos) e deste lado derretemo-nos automaticamente. Com algumas lágrimas de felicidade, muito carinho e emoção a história deles ficará para sempre ligada à nossa.

Como diria a minha Ema quando quer repetir: ‘Maissss’. Para verem todas as fotos usem este link!

 

Inspirem-se!

 

Fotografia: Pedro e Marina – Fotografamos

 

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>