Cartas de amor

Quando vi esta sessão fiquei rendida. Sou uma romântica. Adoro cartas de amor. Lembro-me logo do poema do Fernando Pessoa. Lembro-me que muito cedo trocava cartas de amor. Sempre gostei de escrever, essencialmente sobre emoções. Sobre sentimentos. E as cartas de amor, devem ser dos tesouros mais lindos que podemos ter.

A tia-avó de Claire, ficou viúva aos 23 anos. O seu amor tinha partido para a I Guerra Mundial. A casa onde morava, tinha gavetas repletas de cartas, muitas delas escritas por ela, Madeleine Dethorey, para o seu primeiro marido Pierre enquanto ele era soldado. Ele nunca regressou a casa da Batalha de Verdun. Nesta styled shoot, Claire, queria reescrever a história e criar um final feliz.

Trabalhamos de forma a invocar um tempo onde as palavras no papel, as pequenas lembranças e os perfumes dobrados no meio das páginas, era tudo o que tínhamos um dos outros quando estávamos separados. A ideia era convergir dois momentos diferentes: um na ausência e um segundo na alegria do reencontro. É díficil para mim imaginar como terá sido para Madeleine. A espera e a esperança que ela deve ter experenciado enquanto estavam separados.

Eles escreveram um para o outro diariamente e estas cartas formaram a base da minha inspiração. Nós recriamos o quarto da minha tia-avó com mobiliário da altura, fotos originais e lembranças, uma pequena escrivaninha e, claro, cartas de amor.

Para segunda parte da sessão, imaginamos o que poderia ter acontecido se o Pierre tivesse voltado para Madeleine depois da Guerra. Que alegria deviam eles ter sentido caso tivessem tido a oportunidade de se reencontrar.

Estas inspirações, fazem-nos voltar no tempo e lembrar de que, a tecnologia não supera a palavra escrita. Poder tocar num papel, sentir o perfume, as manchas do tempo. Não há nada mais genuíno.

Se ainda não escreveram uma carta de amor, ou se já não escrevem uma há muito tempo, que tal voltarem aos velhos hábitos? Acredito que será uma surpresa maravilhosa. E já agora, ponham-na no correio. Ainda terá mais impacto agora e quem sabe daqui a uns 100 anos possa estar a ser apreciada pelos vossos descendentes e a despoletar mais amor ainda.

Inspirem-se!

 

Via Burnetts Boards | Fotografia: Claire Marika Photography | Styling e Design: Martha Hatfield | Design Floral: Flower Afternoon | Papel feito à mão: Remnant Paper | Fotografia 4×5: Alisha Stamper | Bolo:Flour and Flourish // Paper Suite: Wildfield Paper Co. | Cabelo e Makeup: Vivian Makeup Artist | Jóias: Heidi Gibson | Vestido de noiva: Mary’s Bridal | Véu: Gossamer Vintage | Textéis e louças vintage: Blue Bird Vintage Rentals | Móveis vintage: Perfect Statement Modelos: Miisskates e BennyWright

Deixar uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Pode usar estas etiquetas HTML e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>